“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

01
Out 08


E, apesar de tudo o que eu possa pensar, o sangue que manchou o chão foi só o meu… só o meu.

O que é sentir isto?

Como é sentir isto?

O que é que eu sinto?

Onde fui?

Onde posso resgatar aquilo que senti?

Podes dizer-me?

Ou podes simplesmente trazer-me de volta?

Coisas que não vão embora com noites de sono sem sonhos.

Não sei o que estou a fazer… não sei quanto tempo passou lá fora…

Quais foram os olhos que me viram?

Será que foram aqueles que pararam o tempo nos meus?

Ou será que fui eu que parei…

Não interessa.

Nada interessa…

Preciso de respirar.

publicado por Ligeia Noire às 15:41

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
30
31


Fotos
pesquisar
 
arquivos
subscrever feeds