“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

18
Nov 09


Olho para ambos os lados e sinto que já não vale a pena.

Como se tivesse andado e andado e continuasse a não vislumbrar o final do caminho.

Pior do que morrer é viver.

Viver já sabemos o que é.

Sinto-me desapontada.

Desapontada, tão desapontada.

Quando penso na minha mãe… sinto-me desapontada comigo.

Quando penso no meu pai… sinto que nunca irei conseguir cumprir.

Quando penso nos meus irmãos… desejo que o tempo volte.

Será que naquele dia… quando andávamos à procura de santieiros sabíamos que iríamos crescer?

Fico a ver as pessoas andarem, falarem, manifestarem-se e percebo o que tenho: cansaço de viver, cansaço de andar, de comer, de falar, de estudar, de trabalhar, de ter de, de fazer.

Cansaço de me sentir desapontada, indiferente.

Cada vez me enrolo mais e não consigo parar.

Como se tudo fosse nada.

Na semana passada ocasionou-se beber um cálice de aguardente, já não bebia há tanto tempo (e não por falta de vontade) adormeci como um pântano.

publicado por Ligeia Noire às 00:25
etiquetas:

mais sobre mim
Novembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
20
21

22
24
25
26
27
28

29
30


Fotos
pesquisar
 
arquivos