“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

25
Out 11

I

 

Isto é apenas aquilo que é, nada.

Folias de gargalhadas anestesiadas.

Fazes de conta?

Se fizeres, eu também faço.

Fazemos de conta… de conta que somos nada mais que albergues de uma beleza sem partes podres.

 

II

 

Fez-lhe tranças, colocou-lhe as pernas junto aos braços e perfumou-lhe a parte interior das mãos com sementes.

Guardou-a na arca.

Arca aberta, olhos escancarados.

Os olhos eram… não sabe.

Pobre criança mirrada.

Ele ficou estacado.

Ele ficou quieto.                   

Ele ficou sem coisas e sem sentido.

Recolheu-lhe o sal da língua e antes de lhe esconder o sol perguntou:

Have you ever seen God?

publicado por Ligeia Noire às 22:16
etiquetas:

mais sobre mim
Outubro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
20
21
22

23
26
27
28
29

30
31


Fotos
pesquisar
 
arquivos
subscrever feeds