“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

15
Jan 11


Hoje, que já foi ontem e que será amanhã, a noite prossegue sem cessar há três dias.

Doem-me as pálpebras e doem-me os olhos da alma.

Quem me dera nunca ter existido.

Amaldiçoada a nunca deixar de viver, a nunca deixar de morrer, a nunca deixar de estar.

A nunca deixar de fazer parte desta tragédia circular.

Sim, já passei para o nível da demência.

publicado por Ligeia Noire às 06:21

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
14

17
21
22

23
26
28
29

30


Fotos
pesquisar
 
arquivos
subscrever feeds