“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

17
Mai 11


Não esforçar, não prensar demasiado.

Falar palavras pequeninas.

Hoje sou junco na beira da ribeira.

Comi muitas alfaces.

Está sol todos os dias.

Ainda não acordei.

O mundo está de partida.

A janela está sempre escura.

Vi a rapariga com quem ia à catequese, falámos, sorri, e usei a domino.

Está bonita.

Gosto do cabelo, ela pensa que mudou, ela pensa que mudei, o mundo pensa que mudou.

Mudámos?

Sinto o cheiro de coisas feias a caminharem em direcção ao alvo do costume, não sei se tenho medo, vou encostar o ouvido à terra para lhes tomar o pulso.

Quero dançar, quero outro espartilho, quero ir agradecer-te a casa e continuar a pedir-te que me cures.

Quero que a janela se ilumine, quero que ele me peça palavras e me abra as dele em labirinto.

Quero saber como soa e como olha para coisas que não têm distância.

Quero saber se vale a pena continuar a pensar nele para a construção.

Quero voltar a ver-te, a ti, Supremo, muito, demasiado, olha-me e aparece.

Quero que ela chore por mim, quero sabê-la a chorar, preciso de fazê-la sofrer porque já não a creio.

Assustei-me por atestar o atestado.

Um filme, duas cenas, a concedida e a profanada, e como sempre a segunda.

Não posso ir buscar mais palavras.

O velho pesadelo, o medo do exame de consciência que tinha de fazer quando era catraia e que só a ti coube saber na plenitude porque não usas palavras.

O medo que me persegue de, no juízo final, as nossas entranhas inconscientes serem postas em alta definição.

Mais forte do que eu, nasci assim, ímpeto, natureza, tinha consciência?

Gosto de pensar que não.

Quem diria que, a de outrora, és hoje tu.

A rosa vermelha vestiu-se de lírio branco.

Lembro-me de tudo e não quero falar mais, nem contigo, linha vermelha, afasta-te.

É noite e quero que a DMT me desça em correnteza de rio e me faça descobrir santieiros em pardos caminhos.

publicado por Ligeia Noire às 00:54
etiquetas:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

15
16
18
20
21

22
24
26
27
28

29
31


Fotos
pesquisar
 
arquivos
subscrever feeds