“We are like roses that have never bothered to bloom when we should have bloomed and it is as if the sun has become disgusted with waiting”.

27
Mar 12


Estás triste?

Deita a cabeça nas conchas das minhas mãos.

Sabes o que me tem apetecido em quantidades industriais?

Abrasar a garganta e domesticar pessoas.

Vontades incomensuráveis de conspurcar o cetim e decorar o junco verde com chantilly fresco.

É que tem sido muito complicado manter o demónio do lado de lá.

Acho que se compenetrar todas as minhas partes em golfadas circulares, consigo mais uns meses de avanço.

Não vou dizer as palavras mágicas por mais que o queira fazer, por mais que a saliva me abrase os dentes, as unhas mantêm-se em profícuo crescimento.

Quero muito levar-me guardada e usar uma de mim para toldar dois e duas.

Há, pois claro que haveria, tenho de guardar uma noite florida e deglutir tudo de um trago.

Quero muito.

Preciso demasiado.


publicado por Ligeia Noire às 23:00
etiquetas: , ,

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


mais sobre mim
Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
24

25
26
29
30
31


Fotos
pesquisar
 
arquivos
subscrever feeds